Tecnologia do Blogger.

Archive for Outubro 2009

A metamorfose de Ferdí

O avaiano Ferdinando passou, ao decorrer de sua existência, por inúmeras transformações que evidenciaram sua capacidade de superação e flexibilidade.

Dentro de sua vida, a maior de todas: De servente de pedreiro até os 21 anos, Ferdí tornou-se jogador de futebol. Mas não é nem dessa mudança surpreendente que quero tratar.

Dentro da carreira de futebolista, Ferdinando, sem percebermos, mudou completamente seu estilo de jogo, sua característica, seu perfil. Passou por metamorfoses que o tornaram um jogador completamente diferente daquele que vestiu nossa camisa em seu primeiro ano por aqui.

De rebaixado pelo Vitória em 2005, o jogador em questão chegou ao Avaí desacreditado. Época dura não só para Ferdí, mas para toda nação alviceleste...

Lembram? Ele era um segundo-volante sem grandes atrativos: Pegada medíocre, passe razoável, velocidade baixa, um chute longo aceitável e um cabelo tremulante eram as características desse outrora "jogador Avon", que oscilava entre a titularidade e a reserva.

Acabou emprestado ao São Bento, pois não somava. Naquela altura, impossível de se prever que ele se tornaria uma grande valia no elenco avaiano que conquistaria o acesso e o Catarinense e também no time que surpreenderia o Brasil na Série A.

Depois de retornar do empréstimo, Ferdí, já não tão garoto, evoluiu. De camisa oito, o jogador maranhense passou a atuar com a camisa de número dois, na lateral-direita, onde se saiu bem, para a surpresa dos que o menosprezavam.

E após se aventurar na ala destra, Ferdinando passou a usar a cinco. E a cinco não é pra qualquer um. É naquela zona que o bixo pega, que o pau come. Mas convenhamos: quem passou por tanta coisa e superou tantos obstáculos tira de letra tal desafio.

Aos poucos, no decorrer destas etapas em sua vida, este atleta foi desenvolvendo uma maior velocidade, uma pegada que não fazia parte de seu perfil e, principalmente, um chute de potência extraordinária, à Milton Maluco.

Méritos também para Silas, que soube lapidar este tão contestado atleta.

E agora, qual será o próximo passo de Ferdí, o metamórfico?
Tag : , ,

Enquanto isso, na Copa SC...

Pouca gente prestou atenção, mas além de Avaí e Sport equivalerem-se na Ressacada (na raça, mas também no futebol mediano), a equipe do Avaí B perdeu para o Metropolitano, na Copa Santa Catarina, neste fim de semana. Com um time muito diferente daquele que goleou o Brusque na estréia (sem Paes, Rogélio, Uendel, Roberto...) o time tentou mas não venceu o Metropolitano, uma das poucas equipes que disputam a competição com a devida seriedade, afinal, busca vaga na Série D.
Jogando no Estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul, já que o Metropolitano cumpre suspensão por um torcedor cabeça de bagre ter arremessado um foguete em campo no Estadual (justamente contra o Avaí, se não me engano) o jogo foi válido pela terceira rodada da Copa Santa Catarina e contou com 416 testemunhas.
O Avaí começou com tudo, com o jovem Nei Bala abrindo o marcador aos 4 minutos de jogo. No entanto, o volante Manu, que ainda não disse a que veio, tomou 2 cartões amarelos em 7 minutos e foi expulso aos 12. O resto do jogo foi o Metropolitano pressionando até virar a partida. No final, o zagueiro Juninho também foi expulso. De positivo, só a presença de André Turatto, retornando de lesão.
Confira a Ficha Técnica da partida!

METROPOLITANO - André Zuba; Deleu, Rafael, Amaral Rosa e Ceará; Fabinho, Serginho, Cesinha e Nequinha (Lucas); Ricardo Lobo (Jorge) e Juliano (Maicon). Técnico: Roberval Davino.

AVAÍ - André; Nei Bala (Guilherme), Anderson Luis, Juninho e André Turatto; Mateus (Bruno), Manu, Ildemar e Gustavo; Jandson e Maurício (Luiz Ricardo). Técnico: Edson Neguinho.

Gols: Nei Bala (A), aos 4, e Ricardo Lobo, aos 36 do 1º tempo; Juliano (M), aos 13, e Amaral Rosa, aos 15 do 2º tempo. Amarelos: Cesinha, Ricardo Lobo, Nequinha, Ceará e Maicon (M); Manu, André Turatto, Juninho e Luiz Ricardo (A). Vermelhos: Manu e Juninho (A); Cesinha (M). Árbitro: Clodoaldo Jusviack.
(Foto: Daniel Gonçalves/CA Metropolitano.)

Metáfora avaiana

Ninguém queria saber do Avaí. uma parte da imprensa corria atrás para lamber as botas da onde o dinheiro saia. Jogadores de renome ficavam com um pé atrás. Técnicos de futebol só os medalhãoes decadentes se ofereciam, mas acabávamos acertando com jovens treinadores em busca de um lugar para laboratório. Um time condenado a ser de segunda, isso se não cair para a terceira. E, se estivesse ameaçado de cair, nada de campanhas nos principais jornais para reagir. O problema era do time e da torcida, únicos que nunca abandonaram o leão da ilha. Os demais, ao invés de suar para subir os degraus de uma escada para o sucesso, preferiram o atalho rápido e sem esforço de uma escada-rolante.



Mas, com o sucesso do trabalho, o patinho feio transformou-se na sensação do ano, a Brawn GP do futebol. E o que era antiguado e sem atrativos, renovou os ares do futebol nacional. paciência, seriedade, trabalho e criatividade. Para o alto e avante avaí.
(Dica do vídeo: blog De olho na capital.)

Papéis e Responsabilidades no Processo de Segurança nos Estádios

Esse é o título da mesa redonda que participará hoje o presidente Zunino em Brasília no seminário “Estádios, Segurança e Condições de Uso”. O evento é uma promoção do Ministério do Esporte em conjunto com a CBF e Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados. O encontro visa a discussão de diretrizes para a integração e efetivação das propostas de normas de segurança, melhoria na prestação de serviços públicos, medidas de prevenção e combate à violência nas partidas de futebol.

Na oportunidade, Zunino representará o presidente do Clube dos 13, Fábio Koff. Irão compor a mesa também os senhores Carlos Eugênio Lopes, da CBF, Wadlimyr Camargos, do Ministério do Esporte, José Antonio Cançado, do CNPG/MG, e Marco Polo Del Nero, presidente da Federação Paulista de Futebol, como informou ontem o blog do Vandrei Bion. A iniciativa, a meu ver, agrega valor e fortalece - especialmente politicamente - o nome do Avaí no mundo esportivo nacional.

Tag : ,

O "10armador"

Quando achávamos que não dava mais pra encher a bola do meio-campista Marquinhos, surge mais um título para o garoto de Biguacity.

O Anjo Loiro, segundo melhor meia do Brasileirão até aqui, não é só um estupendo criador de jogadas, com excelente passe e visão de jogo acima do normal.

Segundo o globoesporte.com, que contabiliza, jogo a jogo, as estatísticas de todos os jogadores do Campeonato, M10 é o jogador do Avaí que mais desarmes tem.

Com 47 desarmes, Marquinhos rouba mais bolas até mesmo que nossos Zagueiros e Cabeças-de-área, para a surpresa daqueles que diziam que ele é incapaz de brigar pela bola.

Marquinhos é raça!
Tag : , ,

Campanha "Voa com a gente, Azul!"


O Gérson, do Avaixonados deu a dica e coloquei meus dotes artísticos e paintbrushísticos ao trabalho! É o início da campanha "Voa com a gente, Azul!" (slogan provisório, não está digno de meu belo trabalho artístico no paintbrush...). Se confirmada a previsão da Companhia Aérea Azul de começar a aterrisar no Carianos a partir do dia 15 de dezembro, ela tem a oportunidade de voar na ilha, de verdade, nas asas do leão alado avaiano!!

(Ok, ok, vou abandonar minha carreira de marqueteiro...)

Silas no Diarinho de Sábado!


Calma lá, não se preocupem que o Silas não arranjou confusão com algum motora, não foi assaltado pela molecada, não bateu em nenhum fio desencapado, não se meteu nos porradões que mataram cinco em feriadão sangrento, não parou na baiúca e nem falou com nenhum gayucho! Quer dizer, isso eu não sei porque ainda não li a reportagem do mais querido, original e transgressor jornal catarinense... Vi a dica no blog Flagrantes do Cotidiano e fui lá conferir a capa do Diarinho! Tá ali em cima, uma chamada para a edição de Sábado, com um entrevistão com o técnico Silas, Paulo Silas, muito obrigado, seu nome sempre será lembrado. Segundo o Rubens Flores, a entrevista aconteceu nesta semana na Lagoa da Conceição e Silas fala sobre as especulações sobre sua ida para o Internacional, a Argentina na Copa do Mundo, Maradona, o episódio da água benta na Copa de 90 e muita mais. Ou seja, o sábado começa com uma visitinha a banca para comprar a edição especial do Diarinho com o técnico do leão! Clica na imagem ao lado e leia a frase chamativa para a entrevista de sábado: "Se eu fosse presidente também queria o Silas ficasse no Avaí"!
Tag : , ,

Tudo azul em Floripa!

Que beleza! A partir de 15 de dezembro de 2009 a companhia aérea Azul começa a operar em Florianópolis, no querido Aeroporto Hercílio Luz, também conhecido como o estacionamento maior da Ressacada. A notícia é boa não só porque a Azul tem ótimos preços para concorrer com a Gol e a OceanAir ou porque o saquinho de batatinha frita que oferecem é gostoso. A notícia é boa porque vai que eles se empolgam com a inauguração da rota e soltam um belo patrocínio para o leão mais azul do Brasil? Tudo a ver, hein! Seria legal ver um avião da Azul com uma daquelas frases bacanas que eles colocam na parte externa da aeronave, como "azul da cor do mar", "Tudo azul", "Nosso Amor é Azul, seja sócio do Avaí!". Sonhar não custa nada, já que a Tim e o Blue Man Group até agora não deram o ar da graça e o Eike Batista vem para Santa catarina mas é botafoguense! Aliás, o nome da companhia aérea foi escolhido através de votação na internet. Os internautas sugeriram vários nomes, mas na votação a força do azul prevaleceu nos céus brasileiros!

Marquinhos é Bola de Prata!

Com a excelente atuação do último jogo, o meia Marquinhos, do Avaí, subiu alguns degraus na Bola de Prata, da Revista Placar, que premia os melhores jogadores do Campeonato Brasileiro, por posição. Tal prêmio, sabe-se, é o mais tradicional e criterioso do Brasil, e leva em consideração as performances dos atletas rodada a rodada.

Marcos Vicente dos Santos, que atingiu a média 6,14, favoreceu-se das atuações apagadas de seus rivais Marcelinho Paraíba e Diego Souza, e agora é o segundo melhor meia da competição. Seria o primeiro, não fosse a atuação magnífica de Dejan Petkovic, do Flamengo, em seu jogo contra o Palmeiras.

A atual seleção do Campeonato Brasileiro, de acordo com a Revista Placar, é constituída por: Victor (Grêmio); Apodi (Vitória), Miranda (São Paulo), Réver (Grêmio), Júlio César (Goiás); Guiñazu (Internacional), Pierre (Palmeiras); Marquinhos (Avaí), Petkovic (Flamengo); Ronaldo (Corinthians) e Fernandinho (Barueri).

Se continuar assim e conquistar a Bola de Prata, Marquinhos será o primeiro jogador da Capital na história a conquistar tal premiação. Em Santa Catarina, o avaiano Adílson Heleno levou o prêmio em 1988, mas jogando pelo Criciúma. Antes dele, em 1986, o lateral-direito Alfinete, do JEC, foi agraciado.

Na Bola de Ouro, prêmio que objetiva premiar o melhor jogador do Brasileirão, Marquinhos ocupa a sétima colocação.

E há quem o cornete. Pior: Há quem o compare com um chinelinho do além-pontes, que nunca passou perto de tal honraria. É mole?

O maior absurdo do futebol brasileiro

Desde a época pré-moderna de nosso país e futebol, alguns absurdos de origem varzeana, como a inconstância nos regulamentos dos Campeonatos Nacionais e as corriqueiras viradas de mesa, parecem ter chegado ao fim com a recente evolução e estruturação do futebol brasileiro. Outros, no entanto, como, por exemplo, a continuidade dos mandatos dos Presidentes das Federações de Futebol, sobreviveram.

No injustamente chamado "país do futebol", muita coisa ainda está de ponta-cabeça. E não existe nada mais absurdo no futebol brasileiro do que a atual divisão das cotas de televisão, tema humildemente abordado neste post.

Inexplicavelmente, o responsável pelas negociações dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro é o Clube dos Treze, entidade privada, que, sabe-se lá o porquê, também tem a competência para distribuir tais recursos aos clubes participantes conforme sua vontade. E é lógico que a vontade desta instituição sempre será favorável aos seus associados, em detrimento dos que não fazem parte do grupo, como o Avaí. Resquícios do amadorismo e política de favorecimentos que sempre imperaram pelas terras tupiniquins...

Segundo breve pesquisa, a distribuição das cotas de TV é feita, atualmente, desta inacreditável forma:

Grupo I: R$21 milhões – Corinthians, Flamengo, Palmeiras, São Paulo e Vasco*.
Grupo II: R$18 milhões – Santos.
Grupo III: R$15 milhões – Atlético-MG, Botafogo, Cruzeiro, Fluminense, Grêmio e Internacional.
Grupo IV: R$11 milhões – Atlético-PR, Coritiba, Goiás, Portuguesa*, Sport e Vitória,
Grupo VI: Bahia** (R$3,45 milhões) e Guarani** (R$3,3 milhões)
Grupo VI (“Convidados”): R$3,4 milhões - Avaí, Barueri, Náutico e Santo André
* Os clubes favorecidos, caso se encontrem na Série B, colhem 50% dos valores que iriam receber caso na Série A estivessem.
** Bahia e Guarani, por estarem há trocentos anos fora da Elite, recebem menos - mas, ainda sim, curiosamente, mais que o Avaí.


Só pra exemplificar o quão absurda é a divisão: A Portuguesa, clube de nenhuma torcida e habitante do segundo escalão nacional, percebe mais que o Avaí, Barueri, Santo André e, assustadoramente, que o Náutico, clube que está na Série A desde que ascendeu em 2006. E tem mais: O Vasco, na Série B, recebe mais de três vezes o que Avaí, Barueri, Santo André e Náutico recebem. E sem participar do torneio em comento! É de chorar em alemão ou não é?

Neste cenário de absurdez, pergunto-me o que é mais abominável: Uma entidade privada deter o condão de negociar e dividir as cotas de televisão do Campeonato Brasileiro conforme seu torpe almejo, acarretando gritantes injustiças em tal distribuição, ou tais recursos referentes ao televisionamento deste certame irem parar nas mãos de clubes que sequer o desputam?

Ademais, por que diabos o Grupo VI é alcunhado de "Convidados" se os clubes que o compõem são aqueles que adentraram na Elite através da porta da frente?

Na Inglaterra, mais rica e melhor liga futebolística do mundo, a divisão das cotas de televisionamento é realizada assim:
56% do valor é dividido igualitariamente entre todos os clubes.
22% da quantia é baseada na classificação final da temporada anterior do clube. Ou seja, a boa e velha meritocracia, palavra alheia aos dicionários das entidades do futebol brasileiro.
22% do montante é baseado no número de partidas do respectivo clube transmitidas pela TV. Um bom critério pra dar mais àqueles que são mais transmitidos, que valorizam a competição.

Notou a diferença? Isto é justiça e tratamento equânime com todos os participantes do mesmo campeonato, coisa aparentemente impossível de ser levada a efeito por aqui... Se esta fórmula visivelmente mais justa vigorasse por aqui, a título de exemplo, o Avaí perceberia algo em torno de 7,5 milhões de reais.

No Brasil, enquanto a divisão das cotas de televisão for "oligarquizada" desta forma e a censurável política de favorecimentos perdurar, não alcançaremos o equilíbrio que todos gostariam que marcasse o nosso Campeonato. E continuarão se perguntando, mídia e CBF, como se não soubessem a resposta, por que há tão grotesco abismo entre os clubes do país, abismo este que condena os menores clubes à marginalidade do futebol nacional...

E tu, o que achas da divisão de cotas de televisão no Brasil? Dá tua opinião!

Nota de falecimento: Elizeu Aguiar.


Segundo o blog Avaí, meu Avaí, de Marcos Totô, faleceu hoje pela manhã, o Sr. ELIZEU AGUIAR, avaiano, casado com Aurea Tereza e pai de André, Cristina, Luciano, Marcelo e Alexandre Carlos Aguiar, colaborador da blogosfera avaiana no blog Chuleta Avaiana. O Sepultamento será no cemitério do Itacorubi, às 17:00 hs. Nossos pêsames e votos de conforto aos familiares.
Tag : ,

O signo dele é leão!

Será um bom sinal? Conheça um pouco mais do árbitro da próxima rodada, o senhor Wilson Souza Mendonça, em nossa coluna social!

Desodorante: Alfazema.
Perfume: Alfazema.
Roupas: Tomy / Pólo.
Sapatos: Sergio’s.
Bebida: Vinho e Cerveja.
Cigarro: Não fumo.
Remédio: Nenhum.
Ídolo: Gostava do estilo de José Roberto Wright.
Sígno: Leão.
Carro: BMW ou Mercedes. Só ganhando na Mega-sena…
Esporte: Correr.
Time de Futebol: Nunca fui torcedor de arquibancada.
Cidade: Recife.
Compositor: Tom Jobim.
Cantor: Tom Jobim.
Cantora: Clara Nunes.
Autor: Gilberto Freire.
Peça: Cinderela, a história que sua mãe não contou.
Ator: Lima Duarte.
Atriz: Fernanda Torres.
Último CD: do colombiano Carlos Vives.
Ritmo: Salsa e Merengue.
Livro: Casa grande e Senzala.
Site: http://www.usp.quimica.br/.
Cartão de Crédito: Tenho.
Programa de TV: Os voltados para ciência, do Discovery.
Sonho de Consumo: Uma fazenda com muitos gados em Recife.
Ser Inteligente é: Arbitrar.
Motivo de Arrependimento: Ser injusto.
Você por você: Wilson é perfecionista e um cara com um sentimento de justiça muito determinado.
Você daqui a 5 anos: Arbitrando numa Copa do Mundo.
Nunca Contei: Vitória antes do tempo.

Que beleza! Ele veste Tommy e calça Sergio´s (seja o que isso for)!

(Fonte: Cartão Vermelho.)

Técnico do Leão é preso bêbado!

Gostaram de manchete marrom digna da RBS, hein? Pois o técnico em questão é Arnaldo Lira, ex-treinador do Hercílio Luz, o leão do sul do Estado. Lira foi apresentado para substituir o ex-jogador avaiano Grizzo, mas antes de começar a última fase da Divisão Especial, já foi demitido. O que quase ninguém sabia é que antes de vir treinar o Hercílio Luz, quando ainda trabalhava no CRB, Arnaldo Lira foi dispensado após ter sido preso. O treinador foi detido por dirigir alcoolizado, depois de sair de um bar onde discutiu com um torcedor e caiu bêbado no chão. Que beleza... A informação e a foto ao lado eu peguei do blog Herciloucos, de Gabriel Falchetti e Maico Campos.
Tag : ,

Os novos "jogos do acesso"!

E o Avaí deve se preparar para as duas próximas finais do campeonato! Se o lance é fugir do rebaixamento, o Avaí precisa vencer os dois jogos em casa e atingir 46 pontos, ficando assim praticamente garantido na Série A 2010. Goiás e Sport serão, portanto, os novos "jogos do acesso" e esperamos que torcida e jogadores entrem em campo com este pensamento!

Sem frescuras, sem desespero ao marcar dois gols. Todas as vezes que o Avaí entrou em campo focado, não só venceu como deu show. E o primeiro adversário, o Goiás, já perdeu três peças de seu time para o duelo: o zagueiro João Paulo, o volante Ramalho e o lateral-esquerdo Júlio César, todos suspensos com o terceiro cartão amarelo. O técnico Hélio dos Anjos não hesitou ao adiantar os substitutos na equipe titular, com Éverton, Amaral e a improvisação do meia Romerito na ala esquerda. A hora é vitória, vencer, vencer!

Bom, bom, não tá, mas...

...tá bom. Nossa meta inicial foi nossa salvação e nossa prisão neste Brasileiro de 2009. Salvação pois nos deu a tranquilidade para trabalhar e achar motivação de continuar e seguir em frente quando batemos na lanterna da competição. Sabíamos que tínhamos um bom time e que, com trabalho e motivação, sairiamos da incômoda posição até o fim do campeonato e atingiríamos a meta, não cair.

Foi também nossa prisão, pois o tempo - e o talento e o trabalho de nossos jogadores e comissão técnica - demonstrou que a meta era simplória, aquém de nossas condições reais. Poderíamos ter alçado vôos mais altos, tinhamos pernas para isso mas nos acomodamos, especialmente agora, na reta final, quando mais 2 vitórias pode nos garantir na Série A 2010.

É como aquele time que vem para luta empolgado, abre 2 gols no marcador mas depois cai em si e se pergunta: "ué, já atingi a meta, vou relaxar". Qualquer semelhança não é mera coincidência. O problema avaiano, hoje (se é que podemos falar em "problema" para um time há 30 anos fora da Série A e que se tornou - quando quis - a sensação do campeoanto) é motivacional. Fazer esse time manter o foco até o fim. Mas, que foco? O não rebaixamento? "Ué, já atingi a meta, vou relaxar". Time relaxado não é time vencedor. O Corinthians que o diga.


P.S.: Outra coisa, dando uma de "o homem mais irado da cidade", coluna da revista Placar, essa história de 2 a 0 é placar perigoso não existe. Bobagem de boleiro. Vamos fazer o seguinte, daqui para a frente meu time começa sempre com 2 a 0 no placar, ok? Ninguém deve reclamar já que 2 a 0 é placar perigoso! Estou lá jogando e de repente, quando vejo, estou vencendo por 2 a 0! Oh, não! Maldição! Socorro, fiz dois a zero! E agora, quem poderá nos defender?
Tag : ,

Déjà vu

No futebol, diz-se que a abertura de dois gols de vantagem perante o adversário "dá mais tranquilidade" à equipe que consegue tal vantagem. A torcida avaiana, no entanto, não concorda com essa máxima.

Pela terceira quarta oportunidade no campeonato, o Avaí abre dois a zero na partida e, em seu decorrer, cede o empate. Isto revela que, num campeonato dificílimo como o Brasileirão, diante de equipes altamente qualificadas, o desperdício exagerado de gols e a falta de tranquilidade costumam ser fatais.

Menos mau que nós mesmos, levando dois a zero no placar, já "corremos atrás da máquina" por duas vezes, contra o Atlético Mineiro e Santos.

Ontem, defronte ao líder Palmeiras medíocre Botafogo, um resultado a ser comemorado, não fosse a conjuntura da partida lamentado, e muito.

Déjà vu...

Andra Materiais Elétricos Informa:

Os recados paroquiais do dia:
Atualizando as novidades da blogosfera avaiana! O tradicional blog Elite Azul & Branca, de Rogério Cavallazzi, está temporariamente num (antigo) novo endereço! Para conferir, o internauta deve voltar a acessar o endereço antigo do blog http://avai-eliteazulebranca.blogspot.com/.

Blogs novos na área! Não sem um certo atraso notificamos a estréia do blog Batom Azul e Branco, de Fernanda Aline, futura Bacharel em Língua Inglesa e Literatura (UFSC), vaidosa ao extremo, avaiana desde criancinha e sócia do Setor A. Assim, Fernanda junta-se a decana Kátia de Paula no comando feminino da blogosfera avaiana! O endereço é http://batomazulebranco.blogspot.com/
Já o caçulinha da blogosfera não poderia ter um nome melhor: Pequenos Avaianos! A idéia é ser um blog para a garotada do Avaí, para os torcedores avaianos, desde pequeno demonstrarem sua paixão pelo Leão Da Ilha. Um blog que será feito por Pequenos e Pequenas Avaianas, através de fotos, vídeos, notícias, informações, tudo relacionado ao Avaí Futebol Clube. A idéia foi de Hugo Silva, estudante de Comunicação Social, 21 anos, avaiano e sócio do setor B! Você gostaria de participar do Pequenos Avaianos também? Entre em http://pequenosavaianos.blogspot.com/ e saiba como!

Por último, mas não menos importante, recebemos do rubro-negro-avaiano Tiago Albuquerque uma foto do time que venceu o Torneio Campeão dos Campeões neste sábado, na sede da Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça. O jogo foi uma disputa entre o time vencedor pelos associados e o time vencedor pelos terceirizados, do 1º Campeonato de Futebol Suíço da ASTJ. O time vencedor pelos associados, na foto: Paulo, Rafael, João Maurício, Jairo, Serginho, Márcio, Fernando, Lula,Diogo e Michel. Parabéns!

A revolução dos 'fora do eixo'

Noutra época, um torcedor de Florianópolis optar por um time do Rio de Janeiro ou de São Paulo era coisa normal. Eram estes os clubes que gozavam de prestígio nacional e que apareciam nas vitrines da mídia, enquanto os times dos menores centros não tinham o mesmo espaço. Em razão disto, torcia-se, corriqueiramente, por um grande time do centro, em nível nacional, e, concomitantemente, por um time em escala regional. Reflexo da (in)cultura nacional de se virar sempre para onde o vento sopra, de seguir a maioria incondicionalmente, de sempre optar pelo lado vencedor, seja qual for ele.

Entretanto, tem-se que, nos últimos anos, o mencionado cenário sofreu uma verdadeira revolução. O crescimento dos outrora pequenos centros e o nivelamento das equipes do futebol nacional fizeram com que os pequenos crescessem, suas torcidas amadurecessem e, consequentemente, se fidelizassem a uma paixão única. As massas dos clubes alheios ao eixo se rebelaram, pregando o orgulho de pertencerem às terras que pertencem e de torcerem para as equipes que torcem, mesmo que sejam menos charmosas ou gloriosas que as terras e equipes do centro.

No ano passado, faixas de "Vergonha do Nordeste" apontadas para a torcida do Flamengo puderam ser vistas no Barradão e na Ilha do Retiro. No corrente, a frase "Filhos da Mídia" foi a escolhida por adeptos do Coxa, no jogo contra o Corinthians, e do Vitória, nesta semana, versus o Flamengo, para ilustrar esse sentimento de revolta com os que traem as cores de sua terra natal.

No Avaí, o movimento segue a mesma direção: Enfrentando - e vencendo - os gigantes, o alviceleste ilhéu se coloca em pé de igualdade, impondo-se como grande. Sua torcida, da mesma forma, amadurece gradativamente, desfaz-se da síndrome de inferioridade que sempre lhe acometeu e, com o tempo, compreenderá, toda ela, que não faz sentido renunciar à avaianidade para se curvar diante do que é de fora.

E tu, concordas? Ou não?

E o Botafogo vem pra cima!

E o Botafogo, adversário da próxima batalha, vem para cima do Avaí no jogo de segunda! O Fogão finalmente saiu da zona de rebaixamento após a vitória por 3 a 1 sobre o Atlético-MG, nesta quinta-feira, no Engenhão. Contra o Galo, o treinador utilizou um esquema com Reinaldo no meio-de-campo, ao lado de Lúcio Flávio, mas caindo também pelo ataque, juntando-se à dupla André Lima/Jobson.

A formação fez sucesso e Ney Franco garantiu que manterá os três atacantes contra o Avaí, ou seja, eles vem com tudo! Por isso, o treinador marcou treino para a tarde desta sexta-feira: “É fundamental vencermos o Avaí na segunda-feira”, afirma referindo-se ao jogo no estádio do Engenhão.
O Avaí não terá Marquinhos, mas teremos a volta de Ferdi. E aí? Caio ou Assis no meio? Nenhum dos dois e Fabinho Capixaba na lateral com Luis Ricardo na frente? Outra opção? Eu deixava Capixaba no banco e colocava ou Assis ou Caio, aproveitando a velocidade dos jogadores para surpreender o Botafogo no contra-ataque, já que eles estão com a corda no pescoço e vêm mesmo pra cima.

Mas, estarei eu querendo ensinar o pai-nosso ao vigário? Te liga, Felipe! Quem tem Silas, tá tranquilo. Como diria o filósofso Jeff Silva, não sei o que esse cara tem, tudo o que ele fala acontece! Se a equipe entrar com a mesma disposição que entrou no Palestra Itália, voltamos com pontos. A equipe precisa é se manter motivada, não só contra o líder do campeonato.
Tag : ,

Departamento Médico, o contratador?

Depois de Léo Gago, Leonardo e Dinélson, parece que o departamento médico do Avaí recebeu um novo paciente ilustre: Marcinho Guerreiro. Aliás, se os boatos se concretizarem e ele acertar com o Avai para 2010, o Departamento Médico do Avaí é mais uma prova que um time bem organizado e estruturado atrai bons jogadores. A qualidade de nosso DM permite realizar contratações de jogadores acima da média que precisam de um tempo para sua recuperação, embora Marcinho, pelas notícias que circulam por aí, não tenha nada tão grave como Léo Gago e Leonardo tiveram.

Aliás, fazendo um rápido "por onde anda Marcinho Guerreiro", ao contrário do que disse a CBN tempos atrás, o Marcinho não é cria do Figueirense, sua carreira começou no Novorizontino, passou por Olímpia-SP, Matonense, Guaratinguetá, Gama até aparecer em 2002 no time das letras. De la foi para o Palmeiras e Metallurg Donetsk, da Ucrânia. Ano passado voltou ao Brasil para jogar no Santos e este ano teve uma passagem pela segunda divisão espanhola, no Real Murcia. Agora é esperar para ver se a contratação se oficializa. Marcinho Guerreiro é volante e atualmente tem 29 anos de idade.

Pela terceira vez

No futebol, diz-se que a abertura de dois gols de vantagem perante o adversário "dá mais tranquilidade" à equipe que consegue tal vantagem. A torcida avaiana, no entanto, não concorda com essa máxima.

Pela terceira oportunidade no campeonato, o Avaí abre dois a zero na partida e, em seu decorrer, cede o empate. Isto revela que, num campeonato dificílimo como o Brasileirão, diante de equipes altamente qualificadas, o desperdício exagerado de gols e a falta de tranquilidade costumam ser fatais.

Menos mau que nós mesmos, levando dois a zero no placar, já "corremos atrás da máquina" por duas vezes, contra o Atlético Mineiro e Santos.

Ontem, defronte ao líder Palmeiras, um resultado a ser comemorado, não fosse a conjuntura da partida.

Seleção inspira-se no Avaí.

Diz o Portal Terra: Em sua atuação mais convincente no Mundial Sub-20, o Brasil superou a forte equipe do Uruguai e venceu por 3 a 1 nesta quarta-feira, em Port Said, no Egito. A vitória leva os brasileiros para as quartas de final da competição. O Avaí B já tinha vencido a seleção do Uruguai, mas não tomou nenhum, venceu por 3 a 0. Credo! Aliás, não sei o nome, mas no amistoso da Ressacada gostei do camisa 10 uruguaio, acho que dava para apostar nele com a camisa avaiana (pena que ele já deve valer alguns milhões de dólares).
Tag : ,

A idade de Cristo de Turatto!

E o dia começa com os votos do VidAvaí de Feliz Aniversário, muita saúde, felicidades e títulos com a camisa avaiana para o zagueirão André Turatto, que completa hoje 33 anos de vida! Nascido em Ipira, região oeste de Santa Catarina, Turatto começou a carreira nas categorias de base do Ypiranga, de Erechim. Teve passagens por Goiás, Náutico, Criciuma, Anapolina, Ceará, Brasiliense, Paulista, Vila Nova, Jiangsu Sainty (China) e Mirassol, até desembarcar na ilha em outubro de 2008, há quase um ano. Turatto - segundo a Kátia o galã do filme avaiano - veio para ocupar a vaga deixada por Ozéia, o desertor, que foi negociado com o Paços de Ferreira, de Portugal. O contrato de Turatto com o Mirassol não previa multa em caso de rescisão, o que facilitou sua vinda para Florianópolis. O zagueiro afirmou que a chance de voltar a morar perto da família também pesou em sua decisão.

A cirurgia de Turatto foi um sucesso e o atleta já treina com bola. Em breve será mais uma opção para Silas! Vale lembrar que o contrato de Turatto com o Avaí vence em 04/12/2009. Será que o zagueirão fica para 2010?
OBS: Não há como não registrar também o aniversário do craque da camisa 10: Adilson Heleno, eterno! Feliz Aniversário, Adilson!
Tag : ,

Uma dupla de sucesso

Já que falamos da Revista Placar agora há pouco, vale lembrar: a mencionada revista, talvez a periódica esportiva mais respeitada do país, coloca, este ano, os avaianos Muriqui e Marquinhos na disputa pela Bola de Ouro, premiação entregue ao melhor jogador do Campeonato Brasileiro de toda temporada. Tal prêmio, sabe-se, é o mais tradicional e criterioso do Brasil, e leva em consideração as performances dos atletas rodada a rodada.

Os craques alvicelestes ocupam, respectivamente, a 12ª e a 13ª colocações no ranking da Bola de Ouro 2009. Curiosamente, ambos os atletas ostentam a mesma nota média, 6.04, mas Muriqui, por haver disputados três jogos a mais que o galego, está na frente deste.

O primeiro colocado é Fernandinho, veloz extremo esquerdo do Barueri, que possui média 6,31.

Quem sabe os dois não fazem um notaço no Palestra Itália e entram efetivamente na briga?

Revista Placar muda de opinião!

E o futebol do Avaí conseguiu convencer a maior e mais tradicional revista esportiva brasileira. No início do Brasileirão 2009 a revista Placar lançou o tradicional Guia do Brasileirão, no qual apontava o Avaí como canditado ao rebaixamento. Agora, um turno depois, chega às bancas do país o Guia Placar Brasileirão 2009 (2º Turno), com Muriqui como o destaque avaiano na capa. A reportagem é só elogios e o carimbo em cima da previsão inicial da revista mudou: Placar aposta no Avaí na Sul-Americana 2010! A revista é só elogios, faz uma análise correta do esquema tático do time e embora traga algumas desatualizações comprensíveis (como Thomaz ainda no elenco) está um ótimo guia para colecionadores. Enfim, a revista está em todas as bancas ao preço de R$10,00.
Tag : ,

Qual a lógica?

Você tem um produto. Tem duas pessoas interessadas nele. Uma te oferece uma grana e mais horários para você expor seu produto na mídia. Outra não te dá dinheiro nenhum, te oferece apenas um horário furreca e voce tem que se contentar com uma transmissão pobre e um sinal de baixa qualidade. Qual você escolhe?

Bem, se voce for um guerreiro descansado (segundo o Roberto Alves) como Delfim de Pádua Peixoto Filho a resposta é óbvia: se um dos interessados for a Ric Record, escolho imediatamente a outra, não importa em que condições.

A transmissão da Copa SC 2009 deverá ser do SBT de Lages, que neste ano dispõe de um horário ("janela") no sábado, das 17 às 21h. Apenas as rodadas de final de semana terão transmissão ao vivo de uma partida. Nas quartas, só pelo rádio.


Segundo Rodrigo Santos, Delfim foi enfático: "Temos duas propostas: uma do SBT e outra "daquela coisa" que vocês (os clubes) tiveram um litígio na justiça". A "coisa" em questão era a RIC, que procurou adquirir a Copinha para transmitir na Record News, que tem boa abrangência em TV aberta no Estado.


No SBT os clubes não receberão um tostão pelos direitos, apenas um crédito em mídia na emissora. Ano passado, a Propague, agência de publicidade dos Clubes teve que conseguir um patrocínio (Lojas Colombo), contratar uma produtora (TVBV) e entregar o sinal pronto em Lages para ser distribuído. Mesmo assim teve jogo na manhã de domingo, e a decisão, às 6:30 da tarde de uma terça-feira, começou a ser transmitida aos sete minutos do primeiro tempo.

A culpa é dos clubes, que mais uma vez abaixaram a cabeça para os mandos e desmandos de Delfim, certamente receosos das conseqüências - extracampo e em campo - de entrar em conflito com o Don Corleone do Futebol Catarinense. Uma vergonha que encontra na imprensa dita esportiva da capital (né, seu Roberto Alves?) a conivência necessária para continuar existindo. Por fim, cabe ressaltar que o acordo com o SBT ainda não está 100% firmado nem assinado. Mas, será que alguém vai querer se indispor com Delfim e suas influências ocultas?
Tag : ,

Avaí na Copa SC!

Ao contrário do que foi noticiado sábado no jornal "A Notícia", o presidente do Avaí, João Nilson Zunino, teria confirmado hoje a participação do Avaí na Copa SC, segundo informações do jornalista Rodrigo Santos, que cobre ao vivo, via Twitter, a reunião que está acontecendo nesta tarde. Parece que a participação do Avaí foi uma exigência das duas emissoras de televisão interessadas em transmitir a Copinha (SBT e Record News). Avaí é garantia de audiência, mô quirido!
Ainda segundo Rodrigo Santos, o SBT ofereceu transmissão aos sábados, às 17h. Já a Record News, além de uma maior disponibilidade de horários, oferece uma quantia em dinheiro para os clubes para cederem a transmissão. O presidente da FCF e amigo do Robertto Alves, Delfim de Pádua Peixoto Filho (e a agência Propague), estaria pressionando os clubes a não aceitarem a proposta da Record News, por causa da briga entre Record e FCF pela transmissão do Catarinense deste ano (Delfim queria que a RBS transmitisse o catarinense). Ridículo. Será que o Roberto Alves vai citar isso na sua coluna?

Assim, a Copa SC começa dia 17, sábado. Fórmula: todos contra todos, fazem a final o campeão de cada turno. Sete times participam. Ao menos, por enquanto, com tanta bagunça no futebol catarinense...
Tag : ,

- Copyright © vidAvaí - Skyblue - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -